sexta-feira, 29 de abril de 2011


Aproxima-se uma tempestade daquelas...o ribombar dos trovões, faz-me colar o nariz ao vidro da janela e ficar presa num fascinio ancestral. 
Recordo trovoadas na serra da Estrela e a lengalenga da minha avó Guiomar: "Santa Bárbara bendita, no céu está inscrita. Uma pinguinha da água-benta, para aliviar esta tormenta."
E cada novo relâmpago, provoca-me, instintivamente, um sorriso. 
Sim, faço parte do grupo de pessoas que gostam de trovoadas :)

***

2 comentários:

  1. Utena: foi mesmo!
    Infelizmente, para algumas pessoas, pelos prejuizos que sofreram...

    ResponderEliminar

*✿*Viajantes, deixem o vosso carimbo:*♥*